22 de julho

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
11/07/24 às 15h22 - Atualizado em 11/07/24 às 15h22

Reservatório de Taguatinga Sul recebe novas válvulas de controle de vazão de água

COMPARTILHAR

A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) começou a instalar na manhã desta quinta-feira (11) duas gigantescas válvulas de controle de vazão de água no Reservatório de Taguatinga Sul, o que vai dar maior segurança à rede e melhorar o abastecimento em nove regiões administrativas. Os trabalhos vão continuar até a meia-noite e a partir de 1h desta sexta-feira (12), o abastecimento começa a voltar ao normal.

A primeira válvula foi instalada no Reservatório de Taguatinga Sul pela equipe de operários, técnicos e engenheiros da Caesb na manhã desta quinta-feira (11) | Foto: Marco Peixoto/Caesb

Para poder instalar as válvulas, a Caesb suspendeu por 21 horas o abastecimento em Águas Claras, Arniqueira, Riacho Fundo e Taguatinga Sul, afetando mais de 200 mil moradores. Mas continuaram recebendo água normalmente outros 550 mil moradores de outras cinco cidades abastecidas pelo Reservatório de Taguatinga: Gama, Park Way, Recanto das Emas, Samambaia e Santa Maria.

“A modernização e a ampliação do sistema são ações necessárias para que a Caesb possa acompanhar a expansão urbana e o crescimento da população do DF”

Luís Antônio Reis, presidente da Caesb

A Caesb investiu R$ 2 milhões nas duas válvulas. A primeira foi instalada ainda na manhã desta quinta-feira. A instalação da segunda será concluída ao final da tarde. Depois, serão feitos testes para avaliar o funcionamento dos equipamentos. Após a meia-noite, gradativamente o abastecimento será normalizado. A previsão da Caesb é que no início da manhã desta sexta-feira (12) os moradores das regiões afetadas voltem a ter o fornecimento de água normalmente.

Cada equipamento pesa 7 toneladas de ferro fundido. As peças foram fabricadas sob medida para caber no reservatório, que ganhou duas claraboias por onde as válvulas seriam introduzidas. Um guindaste foi acionado para içar cada peça, retirá-la do pátio, passar pelas claraboias e pousá-la com precisão numa área especial construída dentro do reservatório.

Fabricadas sob medida, cada válvula pesa 7 toneladas. Um guindaste foi acionado para içar cada peça para pousá-la numa área especial construída dentro do reservatório

Para a operação, a Caesb reuniu mais de 80 profissionais, entre operários, técnicos e engenheiros. O presidente da companhia, Luís Antônio Reis, que comandou a operação, explicou que a mudança das válvulas faz parte da política adotada pelo governador Ibaneis Rocha para melhorar e ampliar o abastecimento de água em todo o Distrito Federal.

“A modernização e a ampliação do sistema são ações necessárias para que a Caesb possa acompanhar a expansão urbana e o crescimento da população do DF”, ressaltou Reis. Entre as ações que estão sendo adotadas está a interligação dos sistemas de captação e abastecimento de água.

É o caso do Sistema Corumbá, inaugurado em abril de 2022, que está sendo interligado ao Sistema Torto-Santa Maria. Corumbá vai reforçar o Reservatório de Taguatinga Sul, que já é abastecido pelo Rio Descoberto. Os novos equipamentos do reservatório vão aumentar o controle do fluxo e melhorar a distribuição da água que chega do Descoberto e de Corumbá.

Com informações da Caesb

Mapa do site Dúvidas frequentes