24 de maio

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
21/06/23 às 17h19 - Atualizado em 21/06/23 às 17h19

Profissionais da saúde atendem pessoas em situação de rua no Centro Pop de Taguatinga

COMPARTILHAR

Vacinação, atendimentos multiprofissional, educação em saúde com roda de conversa e ações de prevenção e promoção são algumas das ações que as Equipes de Consultório na Rua da Secretaria de Saúde (SES) promovem para a população que está em situação de rua. Além de atuar pela cidade, as equipes também trabalham com a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) ofertando os serviços no Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop), unidade de assistência social para pessoas que não possuem endereço residencial.

“A gente vem ao Centro Pop com uma certa frequência para fazer esse atendimento intersetorial”, explica a psicóloga Heleura Cristina Oliveira. Neste mês, a equipe vinculada à Unidade Básica de Saúde (UBS) 5 de Taguatinga, que é responsável pelo projeto, comandou as atividades no espaço da região administrativa.

Implementado em 2012, o Consultório na Rua também está presente na Asa Sul, em Ceilândia, no Gama e no Paranoá. De janeiro até abril de 2023, as equipes realizaram 5.206 atendimentos clínicos individuais, 853 atendimentos odontológicos e 7.232 procedimentos em todo o DF.

Equipes do Consultório na Rua prestam serviços itinerantes, com atendimentos médicos, vacinação e outras ações para a população em situação de rua. Iniciativa da SES surgiu em 2012 e é modelo para outras UFs. Foto: Divulgação/Agência Saúde-DF

Parceria

Para a secretária de Desenvolvimento Social, Ana Paula Marra, a parceria com a iniciativa da SES é fundamental para assegurar o acesso desse público à saúde. “Muitas dessas pessoas não têm conhecimento sobre informações de onde, por que, como ou quando devem se vacinar. Trazer esse procedimento para o Centro Pop facilita a ampliação da cobertura vacinal da população do DF”, avalia a gestora.

O espaço funciona das 7h às 19h todos os dias, inclusive aos fins de semana. Há, entre outros, serviço psicossocial, cadastramento no Cadastro Único, oferta de refeições, local para higiene, solicitação de vagas de acolhimento, oficinas e, por meio da parceria com a SES, serviços de saúde.

Para que a população tenha acesso não só a ações de saúde, mas também à informação, as atividades envolvem palestras e rodas de conversa sobre a importância da vacinação, os riscos de doenças e onde procurar assistência. “Buscamos fortalecer a autonomia das pessoas e promover qualidade de vida”, conta a gerente do Centro Pop de Taguatinga, Amanda Campina.

A educação em saúde ocorreu com a equipe de odontologia, que explicou a importância da saúde bucal. As informações são organizadas de forma adequada à realidade dos pacientes e as conversas acontecem em todas as ações elaboradas pelo Consultório na Rua.

 

 

Educação em saúde é uma das atividades promovidas. A equipe de odontologia, por exemplo, fala sobre a importância da saúde bucal. Foto: Divulgação/Agência Saúde-DF

Serviço itinerante

Como os atendimentos do projeto são realizados, principalmente, no espaço da rua, a equipe também esteve, em junho, no Recanto das Emas, área de cobertura da região de saúde Sudoeste. As equipes são multiprofissionais, formadas por assistente social, psicólogo, médico, enfermeiros, técnicos de enfermagem e condutor, entre outras categorias.

Os profissionais se organizam para oferecer os serviços disponíveis de forma completa em todos os locais por onde passam. “O nosso trabalho segue a lógica da clínica ampliada. Realizamos a escuta ativa, consultas dos profissionais da equipe, orientações, encaminhamento para acolhimento, doação de roupas, mantimentos e kits de higiene bucal, vacinação, teste rápido, coleta de sangue, entre outras atividades”, exemplifica a assistente social Ana Rosa Pessoa.

Todo o trabalho tem o apoio da UBS 5 de Taguatinga. Por exemplo, com disponibilidade do laboratório para processamento de exames e o fornecimento, pela farmácia da unidade, de medicação para pacientes. “Isso também é fruto de todo um trabalho que a própria gerência da UBS faz com os profissionais, garantindo o acesso dos pacientes em situação de rua”, constata a médica da equipe Samanta Hosokawa.

 

 

Equipe Consultório na Rua vinculada à UBS 5 de Taguatinga faz atendimentos frequentes no Centro Pop da região administrativa. Parceria SES e Sedes reforça ações de assistência às pessoas em situação de rua. Foto: Divulgação/Agência Saúde-DF

Exemplo

A estratégia do Consultório na Rua do Distrito Federal já chamou a atenção de outras unidades da Federação. A equipe de Taguatinga compartilhou recentemente orientações com a Superintendência de Atenção Básica de Boa Vista, Roraima. Os visitantes visitaram o projeto com o objetivo de conhecer as atividades para implementação do trabalho no município.

(Com Informações da Secretaria da Saúde )

Mapa do site Dúvidas frequentes