18 de maio

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
1/06/23 às 11h11 - Atualizado em 1/06/23 às 11h11

Taguatinga ganhará mais um parque urbano

COMPARTILHAR

Os moradores da região sul de Taguatinga e cidades adjacentes terão mais um parque urbano gratuito para a prática esportiva, convívio e bem-estar social. O projeto do novo espaço público, localizado em frente ao campus da Universidade Católica de Brasília (UCB), no Pistão Sul, e com investimento de R$ 90 milhões, já foi aprovado pela administração regional da cidade.

Arte: Agência Brasília

O projeto de construção do parque urbano, em uma área de mais de 73 mil metros quadrados, prevê um amplo espaço de lazer e de práticas esportivas, com diversos equipamentos públicos, como pista de cooper, ciclovia, quadras poliesportivas, parque infantil, parcão, pista de skate, estacionamento, além de área para descanso com pergolados, bancos e mesas. Consta ainda no planejamento o plantio de aproximadamente 700 novas árvores nativas do cerrado.

Segundo o administrador regional de Taguatinga, Renato Andrade, a construção e manutenção do parque é de responsabilidade da Universidade Católica. A gestão e fiscalização do espaço, quando pronto, ficará a cargo da administração. “O parque faz parte de um acordo assinado entre as partes e levará mais qualidade de vida para os moradores da região sul de Taguatinga, além de atender também a população de Arniqueira, Riacho Fundo e Samambaia”, acredita.

O projeto é fruto da assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre a Administração Regional de Taguatinga, o Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) e a Universidade Católica de Brasília (UCB). O acordo assinado entre as três partes colocou fim a um processo judicial que questionava o uso da área.

De acordo com a administração, o projeto será repassado para análise da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), e após a aprovação serão iniciadas as obras.

(Com informações da Agência Brasilia)

Mapa do site Dúvidas frequentes