28 de janeiro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
24/01/23 às 10h22 - Atualizado em 24/01/23 às 10h22

Força-tarefa em 3 RAs usou 583 toneladas de massa asfáltica na 1ª semana

COMPARTILHAR

A primeira semana da força-tarefa do GDF Presente em Ceilândia, Taguatinga e Sol Nascente/Pôr do Sol teve resultados positivos. De 13 a 20 de janeiro, as três regiões administrativas tiveram o reforço em serviços essenciais, com recuperação asfáltica, contenção de erosão, retirada de entulhos, limpeza e troca de bocas de lobo, poda de árvores, capina e pintura. O mutirão segue por 90 dias.

O mutirão realiza diversos serviços nas cidades, entre eles a manutenção de calçadas e bocas de lobo | Fotos: Divulgação / GDF Presente

De acordo com o relatório da força-tarefa das RAs, foram utilizadas 583,9 toneladas de massa asfáltica para correção do asfalto em áreas emergenciais em Ceilândia e em Taguatinga. No Sol Nascente/Pôr do Sol, o trabalho foi mais focado na terraplanagem. Foram executados 18.570 metros quadrados do serviço que visa aterrar um terreno para nivelar a região. Com bastante recolhimento de entulhos, Ceilândia teve a retirada de 1.763,66 toneladas de lixo.

“Vejo como um trabalho muito positivo. Nós conseguimos avançar e acelerar o processo de zeladoria com apoio dos diversos órgãos do GDF. Nosso foco principal é trabalhar em áreas emergenciais e nas principais avenidas”Elton Walcacer, coordenador do Polo Oeste II

Coordenado pelo programa GDF Presente, especificamente pelos polos Oeste (Sol Nascente/Pôr do Sol) e Oeste II (Ceilândia e Taguatinga), o mutirão realiza trabalhos diversificados: terraplanagem, limpeza das bacias de contenção de águas pluviais, limpeza, desobstrução e reparos nas tampas das bocas de lobo, manutenção de vias não pavimentadas, retirada de entulho e lixo verde, sinalização viária horizontal e vertical, manutenção das redes de água e de esgoto, manutenção das redes de iluminação pública, poda e roçagem, fresagem de calçadas, entre outros reparos de acordo com a necessidade de cada região.

Também participam a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), o Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER-DF), o Serviço de Limpeza Urbana (SLU), a Companhia Energética de Brasília (CEB), as secretarias de Agricultura (Seagri), de Proteção da Ordem Urbanística (DF Legal), de Obras, Administração Penitenciária (Seape), Departamento de Trânsito (Detran) e administrações regionais.

“Vejo como um trabalho muito positivo. Nós conseguimos avançar e acelerar o processo de zeladoria com apoio dos diversos órgãos do GDF. Nosso foco principal é trabalhar em áreas emergenciais e nas principais avenidas”, afirma o coordenador do Polo Oeste II, Elton Walcacer. Nesta primeira fase, o objetivo da força-tarefa é atuar em áreas como as avenidas Hélio Prates, Comercial e Elmo Serejo, além das entrequadras e os acessos aos conjuntos de Taguatinga e Ceilândia.

Responsável pelo Polo Oeste, o coordenador Devanir Martins, diz que o mutirão chegou em boa hora à região de Sol Nascente/Pôr do Sol. “Estamos com um bom andamento dos trabalhos. Contendo erosões, recuperando o asfalto, tirando as sujeiras das ruas. Estamos cumprindo o papel e fazendo o que tem que ser feito na região. A força-tarefa está cumprindo sua missão”, classifica.

Trabalho nas cidades

Considerada a região mais populosa do Distrito Federal com 350 mil habitantes, Ceilândia teve ações de retirada de entulho, terraplanagem, recuperação asfáltica, limpeza e manutenção de bocas de lobo e poda de árvores.

“Já tivemos várias intervenções, com apoio da Novacap e do DER. O SLU está na cidade ajudando com uma equipe fixa mecanizada e manual. Também está tendo poda diária, que é importante para Ceilândia, que tem mais de seis mil árvores cadastradas”, comenta o administrador de Ceilândia, Dilson Almeida. “Meu balanço dessa primeira semana é positivo. Essa é uma ação muito importante para a cidade e para fazer as coisas avançarem”, completa.

No caso de Taguatinga, os serviços se concentram na correção asfáltica, contenção de erosão, fresagem, pintura, capina e criação de estacionamentos. Quatro equipes de serviço estão atuando diariamente na cidade.

“Nessa primeira semana foi dada prioridade à avenidas Samdu Norte, Central e Hélio Prates, além das QNAs 52, 53, 55 e 56. Eram locais mais afetados que necessitavam de ações urgentes para a recuperar o asfalto, muito afetado pelas fortes chuvas dos últimos dois meses em todo o Distrito Federal. O Pistão Sul também será contemplado”, revela o administrador da cidade, Renato Andrade.

Na área do Sol Nascente/Pôr do Sol, a atuação ficou bastante focada na terraplanagem e na desobstrução das bocas de lobo. “Esses primeiros dias da força-tarefa já ajudaram muito a resolver as demandas que estavam paradas. Estamos tendo uma resposta mais rápida para a comunidade. A nossa ideia é continuar atendendo as ouvidorias e as demandas que chegam pelas lideranças nos próximos dias. Queremos aproveitar o máximo possível esses 90 dias que temos para trabalhar aqui”, reforça o administrador Cláudio Ferreira.

(Com informações da Agencia Brasilia)

Mapa do site Dúvidas frequentes