10 de agosto

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
10/05/22 às 17h45 - Atualizado em 11/05/22 às 9h41

Ezequias Pereira levará ao GDF proposta para permitir uso de área pública por comerciantes

COMPARTILHAR

Três propostas serão apresentadas pelo Administrador de Taguatinga, Ezequias Pereira, para resolver as pendências de dezenas de comerciantes da cidade junto ao DF Legal. Enquanto a solução final não for tomada, todas as ações de fiscalização do GDF ficam suspensas.

As alternativas foram consensuais, após reunião com empresários da Vila Dimas, de empresas de concessionarias de  veículos, dos moveleiros da Avenida Samdu e de concessionários de veículos da Avenida Hélio Prates. Participaram também representantes do DF Legal.

A primeira proposta, explicou o gestor, é permitir que os empresários participem do Programa Adote Uma Praça. E, a segunda alternativa, o pagamento de taxa por uso de área pública, com valores inferiores aos atuais.

A terceira opção seria um novo decreto fixando o valor da taxa de uso de área pública com base na tabela do IPTU. A proposta foi  apresentada pelo ex-administrador, Bispo Renato Andrade.

Presente à reunião, Bispo Renato afirmou que “ninguém quer a ilegalidade, mas também não queremos nenhuma empresa fechada”. É preciso, disse, garantir emprego e renda.

O proprietário de uma concessionária de veículos na Avenida Hélio Prates, a G-20, Heglisson de França Bahia, destacou que “as propostas atendem aos segmentos afetados, pois concordamos em pagar o preço justo”.

Já Karla Maria, que tem uma loja de tecidos e calçados na Vila Dimas, considerou a proposta boa. Isso porque pagar uma taxa mensal de R$ 2.500,00, conforme a legislação atual, é inviável para nós comerciantes. É um novo aluguel”.

 

Mapa do site Dúvidas frequentes