11 de agosto

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
9/12/21 às 14h58 - Atualizado em 9/12/21 às 14h58

Alunos da Escola Classe 16 sabatinam administrador e quebram tabu falando de política

COMPARTILHAR


Os alunos da quinta série da Escola Classe 16, de Taguatinga Norte, vivenciaram uma manhã diferenciada nesta quinta (09/12). Eles receberam, para um bate papo informal no pátio da escola, o administrador Bispo Renato Andrade.

Foi uma experiência importante para os pré-adolescentes e uma rara oportunidade para o gestor lidar com as dúvidas, sonhos e curiosidades dos alunos sobre temas áridos.

Asssuntos como orçamento, emenda parlamentar e diferenças entre os poderes Executivo e Legislativo apareceram entre as indagações dos alunos.

Logo na primeira pergunta, Carlos (5º ano) quis saber como é feito o orçamento e como são definidas as prioridades. Bispo Renato deu uma resposta objetiva:

-As prioridades são definidas pelo Governador e sua equipe, ouvindo a população. É elaborado o orçamento (receita e despesa), com as metas fixadas com base nas demandas apresentadas pela comunidade.

Já Augusto (5º ano) quis saber como se faz, no dia a dia, para administrar uma metrópole. O gestor informou que, após a definição dos recursos financeiros, são escolhidos os projetos estratégicos.

– No nosso caso, em 2020, a principal prioridade foi a construção do Túnel de Taguatinga. É a maior obra em andamento no Brasil e o governo vai gastar mais de R$ 275 milhões para concluir o projeto. Em meados de 2022 o túnel será entregue à população.

Foram dezenas de perguntas, surpreendendo o administrador pela complexidade e grau de conhecimento dos alunos.

O administrador saciou a curiosidade dos jovens informando ter morado nas proximidades da escola, quando criança. Foi office boy e conseguiu realizar seu sonho, formando-se advogado, apesar das dificuldades financeiras por ele enfrentadas.

A diretora da Escola Classe 16, professora Jislenildy Monteiro Antunes, mostrou sua satisfação com a experiência. “Os alunos precisam conhecer a realidade de nossa cidade e quebrar o tabu de ser a política assunto proibido aos estudantes''.

A festa foi completa para os alunos do primeiro ao quinto ano. Teve Papai Noel, entrega de presentes, muita pipoca e brinquedos.

 


 

Mapa do site Dúvidas frequentes