02 de dezembro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
22/10/21 às 14h46 - Atualizado em 22/10/21 às 16h21

Bispo Renato vive a aventura de ser bombeiro por um dia

COMPARTILHAR

O que é mais difícil para um homem público, administrar uma cidade com 270 mil habitantes ou ser bombeiro por um dia?

Brincadeiras à parte, diz Bispo Renato Andrade, ser bombeiro por um dia é algo assustador. Mas gratificante. 

Depois da experiência que vivi na sede do 2º Grupamento Bombeiro Militar de Taguatinga, “mudei completamente minha visão sobre o trabalho do bombeiro. E para melhor”.

Todos nós “consideramos os bombeiros nossos heróis porque estão sempre nos protegendo e preservando vidas”. 

Mas é muito mais do que isso. “Eu percebi que o bombeiro militar é um herói de verdade. Só vesti uma capa e coloquei um cilindro”. 

E olha que é um cilindro extremamente pesado. Ao tirar o capacete, meu cabelo estava encharcado. Foi uma aventura.

“O que me garantiu nessa turbulência foi meu excelente preparo físico”, brinca ele.

Agora a vida real:

O Administrador de Taguatinga foi à sede dos bombeiros para tratar de assuntos rotineiros, questões do dia a dia de um gestor. 

Lá chegando, aceitou o desafio de ser bombeiro por um dia. Mal sabia ele que não era uma encenação. Tratava-se de um treinamento real. Exigindo esforço físico e equilíbrio emocional.

Agora, tenho um olhar totalmente novo sobre o trabalho desses heróis anônimos. O cidadão comum deveria passar por essa experiência. Uma lição de vida, conclui.

 

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros