09 de dezembro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
28/10/19 às 9h24 - Atualizado em 28/10/19 às 9h24

Mudas de ipês são plantadas em antigo lixão de Taguatinga

Cerca de 130 mudas de ipês foram plantadas na manhã deste sábado (26/10) no antigo lixão clandestino de Taguatinga. Em setembro, uma equipe do GDF Presente desativou o maior depósito irregular, localizado na QNM 38, às margens da BR 070. Durante a ação foi lançado o projeto “Lixo nosso de cada dia”, que ressalta a importância de manter a cidade limpa e o descarte correto do lixo na capital, e uma quadra de areia foi inaugurada.

Joaquim dos Santos, 69 anos, mora no local há 43 anos e, desde então, toda vez que olhava para a área via muito lixo e entulho. “Muitos caminhões particulares jogavam lixo e pegavam o barro do espaço. Acredito que agora que cercaram, colocaram uma quadra de areia e plantaram os ipês, as pessoas terão mais consciência antes de jogar lixo”, comenta o policial militar aposentado.

Morando há 23 anos perto do antigo lixão de Taguatinga, Eduardo Dias, 38, lembra que há muito tempo a comunidade local vivia no descaso por conta dos entulhos. “Às vezes o cheiro era insuportável. O pior é que a culpa não era só de carroceiros, por exemplo, mas da própria população que jogava o lixo doméstico aqui. Espero que todos vejam que algo de concreto foi feito e ajude o governo a cuidar desse local, que é nosso”, disse.

A quadra de areia que foi construída no antigo depósito irregular era um pedido antigo da população. Júlia Ribeiro, 11 anos, estreou o espaço com os colegas da Escola Classe 45 de Taguatinga jogando vôlei. “Agora virou um lugar de lazer para a gente frequentar com a nossa família e amigos. Antes não tínhamos esse tipo de espaço e tínhamos que ir para outras cidades”, comemora.

O administrador regional de Taguatinga, Geraldo César de Araújo, destacou a atuação do governo para melhorar a qualidade de vida da população local. “Extinguimos os lixões que permaneciam por vários anos e isso afetava a saúde da comunidade. Tiramos cerca de 60 caminhões de entulho, tampamos um buraco enorme. Tudo isso graças a uma relação do GDF com a comunidade”, ressalta.

Ainda de acordo com o administrador, as fiscalizações serão cada vez mais intensas. “Estamos fazendo a conscientização dos moradores sobre o descarte correto de lixo diariamente para que essas áreas permaneçam limpas”, pontua.

Em parceria com a comunidade local, escolas e órgãos do GDF, o evento contou com apresentação de teatro do grupo do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) e dinâmica sobre coleta seletiva para conscientizar os moradores da região sobre a importância do descarte adequado do lixo.

Limpeza
Desde o início da gestão, oito lixões clandestinos foram limpos em Taguatinga, mas a equipe do governo presenciou novos acúmulos de dejeto ao retornar a alguns desses locais em setembro. Ao todo, nove desses locais foram desativados na região Norte e Sul da cidade (confira a lista abaixo).

A equipe do GDF Presente trabalhou no local para recolher todo o entulho, nivelar a área e, em seguida, isolá-la com pneus. Calçadas também foram reformadas e uma área está em preparação para a prática de esportes. O resultado será a entrega de um ambiente digno para a população e, ao mesmo tempo, uma forma de inibir de vez o descarte inadequado de rejeitos.

Confira os números sobre lixões desativados:

• 3 lixões desativados no setor de oficina Norte e QNH
• 1 lixão desativado na QNM 36/38
• 1 lixão desativado na QNM 34 próximo ao depósito campeão da construção.
• 1 lixão desativado na QNL 13/15
• 1 lixão desativado no setor de oficinas Sul Taguatinga Sul
• 1 lixão desativado na QNM 38 divisa com a Ceilândia.

Saiba como descartar o seu lixo da maneira correta

O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) informa que os pontos de descarte irregular da M Norte e da BR 070 estão inclusos no cronograma de limpeza da região, que acontece a cada 15 dias. A população pode colaborar para diminuir a prática contratando empresas transportadoras de entulho cadastradas no Sistema de Gestão de Resíduos, no site do SLU.

Essas empresas emitem, a cada solicitação de serviço, o Controle de Transporte de Resíduos (CTR). Dessa forma o SLU e o DF Legal acompanham a origem da demanda, o tempo que a equipe mobilizada fica no local, além da garantia de que o entulho será descartado somente na Unidade de Recebimento de Entulhos (URE) – única área pública, aliás, autorizada para esse tipo de descarte.

Para pequenas obras, que dispensam a contratação de uma caçamba, o cidadão poderá descartar em pontos do Papa Entulho gratuitamente. Na QNG 47, próximo à M Norte e à BR 070, há um desses equipamentos. Ele recebe até um metro cúbico de entulho por pessoa, diariamente – os descartes incluem restos de árvores podadas, galhadas, móveis velhos, material reciclável e até óleo de cozinha usado.

Além do Papa Entulho de Taguatinga, a população do DF conta com outros nove equipamentos instalados em Planaltina, Guará, Asa Sul, Gama, Brazlândia (dois) e Ceilândia (três). Para saber o endereço do Papa Entulho mais próximo a você, basta acessar o site do SLU na aba “Serviços”.

Com informações da Agência Brasília

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros