21 de setembro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
19/08/19 às 14h56 - Atualizado em 19/08/19 às 14h56

Administrador de Taguatinga participa de sessão solene em homenagem aos 33 anos da Academia Taguatinguense de Letras

O administrador de Taguatinga, Geraldo César, participou de sessão solene da Câmara Legislativa do Distrito Federal em homenagem aos 33 anos da Academia Taguatinguense de Letras (ATL). A solenidade aconteceu na manhã desta segunda-feira (19) no plenário e, na mesma ocasião, foi entregue o Título de Cidadão Honorário de Brasília ao escritor Aydson Cruz.

Uma das instituições literárias mais atuantes do DF, a ATL foi fundada em 1986 por um grupo de 18 professores. "São 33 anos de atividades ininterruptas", destacou o presidente da Academia, Gustavo Dourado, quem apontou que a entidade abriga uma coleção de 7 mil livros de autores do DF.

"Venho de uma família humilde, mas sempre gostei de ler e, com a leitura, pude sonhar. A leitura transforma vidas. Tenho certeza de que os 33 anos da Academia Taguatinguense foram de luta, mas que, nesse período, foi possível perceber as transformações proporcionadas", disse a deputada Jaqueline Silva (PTB), autora da homenagem. A distrital fez questão de salientar bandeiras de seu mandato nas áreas de educação e de literatura, a exemplo do projeto do "Cartão Material Escolar" e da inclusão de livros de autores locais no currículo escolar.

Honraria – Segundo Jaqueline Silva, o escritor Aydson Cruz é o primeiro a receber um Título de Cidadão Honorário de sua autoria. "Esta condecoração é muito mais do que merecida", disse.

O homenageado nasceu em Salvador (BA) em 1947. Oficial reformado do Exército, Aydson Cruz escreveu seu primeiro livro em 1990. Seu último título, o "Tempo do Soniar", é de 2010 e reúne poemas em homenagem a sua esposa, Sonia Canto Cruz. "Ela esteve comigo durante 47 anos. Faleceu em 19 de julho de 2017. Quando completamos 40 anos de casados, fiz o livro", contou, entre lágrimas, o escritor. "Consegui colocar no livro o que passamos em 40 anos, o que está lá é o amor que eu sentia por ela", resumiu. Muito emocionado, Aydson Cruz agradeceu a homenagem e encerrou seu discurso com um de seus poemas.

Familiares do novo cidadão honorário de Brasília, professores, estudantes e escritores participaram da solenidade, a qual foi aberta com apresentação do Coral Alegria.

Fotos: Silvio Abdon/CLDF

Com informações da Câmara Legislativa do Distrito Federal

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros